DestaquesÉ FalsoSem categoria

É FALSO que alunos de Codó tenham recebido milho como presente de Dia das Crianças

Todos os anos é a mesma coisa, um grupo de militantes do PSOL pega este vídeo e divulga na esperança de que as pessoas não lembrem que se trata de um vídeo antigo.

O VÍDEO É FALSO!

Além de se tratar de um vídeo antigo, a gravação ainda foi feita fora de contexto, nota-se que o cinegrafista induz as crianças a falarem o que ele quer ouvir.

O vídeo pode ser conferido clicando AQUI.

A VERDADE:
Na época em que o vídeo foi gravado era costume das escolas da rede pública municipal de ensino, principalmente em escolas menores e situadas em áreas carentes, que não possuíam estrutura para processar e armazenar grandes quantidades de alimentos, que ao receber uma quantidade de alimentos além de sua capacidade de armazenamento em dias de quinta ou sexta-feira, processar para armazenamento a maior quantidade possível e doar o excedente para os alunos, evitando assim o desperdício e contribuindo com a alimentação dos alunos e seus familiares no final de semana em questão, tudo o que o cinegrafista amador fez foi esperar os alunos saírem com os alimentos, abordar um grupo de crianças carentes e fazer uma pergunta tendenciosa.

A LEGALIDADE DA ACÃO:

Na época, muito se foi questionado sobre a legalidade de uma escola doar alimentos aos alunos, já que os recursos do PNAE – Programa Nacional de Alimentação Escolar, deve pelo menos em tese, ser gasto apenas com os alunos na escola, porém em Codó, os produtos oriundos da Agricultura Familiar que chegam nas escolas vem de dois recursos distintos:
Sendo eles, o PNAE (30% dos recursos são destinados à compra de gêneros alimentícios da agricultura familiar, com objetivo de abastecer as escolas), e do PAA – Programa de Aquisição de Alimentos, do Ministério da Agricultura, cujo principal objetivo é comprar parte da produção dos agricultores.
Os beneficiados dos produtos comprados pelo PAA são Hospitais, Restaurante Popular, Escolas, Creches, Organizações sem fins Lucrativos, Associações e pessoas carentes em geral. Considerando que o Departamento de Alimentação Escolas não envia produtos agrícolas do PNAE depois de Quarta-Feira, entende-se que os produtos foram enviados pela Secretaria de Agricultura via PAA, e portanto, a doação do excedente aos alunos é perfeitamente legal.

Hoje o PAA recebe recursos do Ministério da Cidadania e é gerido pela Secretaria Especial de Desenvolvimento Social do Governo Federal, seus principais beneficiários são pessoas carentes em situação de vulnerabilidade social e nutricional.

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo